Mangaratiba no combate ao abuso e exploração de menores

0

Palestras buscam apresentar meios de orientar e identificar comportamento de vítimas

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), realizou na quinta-feira (18), uma Audiência Pública sobre o combate ao abuso, exploração sexual à criança e adolescente. O evento foi direcionado à população com o objetivo de conscientização e prevenção e mostrar a importância do trabalho conjunto entre o Poder Público e os munícipes. A audiência aconteceu no Centro Cultural Professor Cary Cavalcanti.

No primeiro momento as palestrantes Tatiana Figueiredo e Thaís Vargas, psicólogas do Creas de Itaguaí, falaram sobre a importância de orientar as crianças e deram dicas para identificar o comportamento de possíveis vítimas como, por exemplo, a mudança de comportamento. Thaís também chamou a atenção para o fato de que cada pessoa pode reagir de maneira diferente ao abuso. “Algumas crianças ficam mais agressivas, outras ficam mais tristes e retraídas, outras mudam o comportamento tentando de alguma forma dizer o que está acontecendo. O importante é respeitar e observar as peculiaridades desses comportamentos”, concluiu a psicóloga.

Para fechar o evento, crianças do grupo de teatro do Centro Cultural Messias Neiva, de Conceição de Jacareí, apresentou uma peça, cujo tema foi “Pedido de Socorro”, representando crianças em situação de abuso por pessoas de seu círculo social e pediam ajuda por não ter coragem para contar aos seus responsáveis.

O evento também contou com a presença do secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, Leandro de Paula; o delegado da 165ª DP, Anderson Ribeiro; o coordenador do Creas, Diogo Gomes; a assistente social, Jenifer Xavier; o defensor público, Enilson Borges e a representante do Conselho Tutelar, Anne Dumas.

Deixe sua Resposta!

(Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do comentário).