R$ 654 milhões da Lava Jato são devolvidos à Petrobras

0

Um total de R$ 654 milhões foi devolvido à Petrobras, nesta quinta-feira (7), durante evento realizado em Curitiba (PR), com a presença do presidente da estatal, Pedro Parente. O montante é proveniente dos acordos de colaboração e de leniência firmados na operação Lava Jato.

Segundo nota divulgada pela petrolífera, a empresa “vem trabalhando em parceria com o Ministério Público Federal, a Polícia Federal, a Receita Federal e demais autoridades desde o início das investigações, ao mesmo tempo em que aprimorou seus mecanismos de controle e tomada de decisões”.

Na avaliação da estatal, a companhia, “que é reconhecida pelas autoridades como vítima dos atos desvendados pela Lava Jato, seguirá adotando medidas jurídicas contra empresas e pessoas, inclusive ex-funcionários e políticos, que causaram danos financeiros e à imagem da companhia”.

Esta não é a primeira vez que dinheiro desviado em esquemas de corrupção é devolvido à estatal. Em outubro último, segundo a Agência Brasil, a petrolífera informou ter recebido, desde o início da força-tarefa, em 2014, mais de R$ 800 milhões.

No dia 27 do mês passado, a empresa recebeu R$ 81 milhões da britânica Rolls-Royce, que firmou acordo de leniência com o MPF. Outros dois acordos de colaboração premiada resultaram no reforço de mais R$ 5,8 milhões ao caixa da companhia, englobando R$ 1,7 milhão devolvidos pelo ex-diretor da área Internacional Nestor Cerveró e R$ 4,1 milhões, pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado.

A Petrobras é autora, com o MPF e a União, em 13 ações de improbidade administrativa em andamento, além de atuar como assistente de acusação em 41 ações penais.

Deixe sua Resposta!

(Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do comentário).