Câmara autoriza Prefeitura a assumir abastecimento de água em Macaé

0

Por nove votos a favor, três contras e uma abstenção, a Câmara de Vereadores de Macaé, no interior do Rio, aprovou no início da tarde desta terça-feira (24) o projeto de lei enviado pela Prefeitura para municipalizar o serviço de tratamento e abastecimento de água com tarifa zero.

Segundo a Prefeitura, o município definirá agora a regulamentação da lei, integrando a operação do abastecimento às atribuições da Secretaria Adjunta de Saneamento Básico e definindo os prazos de transição da gestão do serviço.

“O objetivo principal desta iniciativa é garantir que a água chegue definitivamente nas casas das pessoas, a custo zero para a população, com o financiamento direto do governo, semelhante ao que já realizamos em serviços essenciais como na coleta do lixo e na limpeza pública”, afirmou o prefeito Dr. Aluízio.

A Prefeitura quer custear o serviço que atualmente é oferecido pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae). De acordo com o município, há uma série de reclamações em relação ao abastecimento de água na cidade.

Em março, a Prefeitura chegou a anunciar a rescisão do contrato com a Cedae, mas a Justiça concedeu uma liminar que suspendeu o decreto do município.

Com a suspensão do decreto, a Cedae voltou a operar o abastecimento de água na cidade e a cobrar a tarifa pelo serviço.

Em nota, a Cedae informou que manifesta sua preocupação com o interesse da administração municipal em operar o sistema de abastecimento de água da cidade e “tomará as medidas legais cabíveis para garantir o cumprimento do contrato entre a companhia e o município de Macaé”.

A nota diz ainda que ” o fornecimento de um serviço tão essencial à população exige o empenho de profissionais com larga experiência em áreas operacionais e de controle de qualidade, além do sério comprometimento com a continuidade do trabalho”.

G1

Deixe sua Resposta!

(Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do comentário).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido e rastreado!