Fenômeno semelhante a tornado impressiona moradores da Região dos Lagos do Rio

0

Uma tromba-d’água, com formação semelhante a um tornado, foi registrada nesta terça-feira (23) na Lagoa de Juturnaíba, entre Araruama e Silva Jardim, na Região dos Lagos do Rio. O fenômeno surpreendeu os moradores devido à intensidade dos ventos sobre a água.

O meteorologista Wanderson Luiz Silva viu os registros e explicou que as trombas-d’água são formadas por nuvens de tempestade, as cumulunimbus, com um “intenso cisalhamento vertical do vento, ou seja, uma variação vertical da velocidade do vento”.

Tornados e trombas-d’água

De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a maior parte dos tornados tem origem em grandes nuvens, denominadas supercélulas. A característica mais marcante desses sistemas é o desenvolvimento vertical, sendo que os topos das nuvens podem atingir altitudes superiores a 15 mil metros.

Os tornados são formados pela redução súbita na pressão, o que faz com que o ar passe a girar ao redor dos pontos onde a pressão é inferior. Devido à intensa rotação, ocorre a formação de um cone que descende das nuvens.

Antes de tocar o solo, essa formação recebe o nome de nuvem funil. Após o contato com o chão, considera-se o evento como um tornado.

As trombas-d’água consistem em tornados formados sobre grandes corpos d’água (represas, lagos, baías, mares ou oceanos). Devido a grande disponibilidade de calor armazenado em tais locais, estas formações podem surgir de nuvens não tão desenvolvidas verticalmente.

Contudo, em decorrência da menor quantidade de energia envolvida, tais eventos costumam apresentar ventos menos intensos em relação aos registrados pelos tornados.

Daniel Henrique Candido publicou uma tese de doutorado pela Unicamp, em 2012, sobre tornados e trombas-d’água no Brasil. Ele afirma que, apesar de ser mais fraco, é preciso ter cuidado com esse tipo de tornado.

“Mesmo assim, as trombas-d’água podem representar perigo, sobretudo ao atingirem embarcações ou quando deixam a água e passam a atuar em terra firme”, diz o pesquisador no texto.

Os estados com maiores riscos de ocorrência de tornados e trombas-d’água são: Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, de acordo com o Cemaden.

G1

Deixe sua Resposta!

(Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do comentário).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido e rastreado!